MARISA BERENSON

Marisa foi uma modelo famosa já no início da década de 1960 — Era uma das mais bem pagas do mundo, confessou ao The New York Times. Foi capa da Vogue em julho de 1970 e da Time em dezembro de 1975. Na juventude, era conhecida como "Rainha da Noite", por sua constante presença em boates e eventos, e Yves Saint-Laurent a chamava de "a Garota dos Anos 70".

Em 1971, estreou no cinema em Death in Venice, de Luchino Visconti, como a mulher de Gustav von Aschenbach. No ano seguinte veio Cabaret, cujo papel (a judia Natalia Landauer) lhe rendeu duas indicações para o Golden Globe, uma para o BAFTA e o prêmio do National Board of Review. Em 1975, foi dirigida por Stanley Kubrick em Barry Lyndon, talvez seu papel mais famoso, porém menos aclamado pela crítica. Vincent Canby, do The New York Times, simplesmente afirmou que "Marisa Berenson estava esplêndida em suas roupas e perucas.".

Marisa fez vários outros filmes, a maioria na Europa. Nos Estados Unidos, participou de trabalhos para a televisão, como o filme drámático Playing for Time (1980), sobre o Holocausto. Foi convidada especial da terceira temporada (1978) do Muppet Show.

PAIR Storemarisa berenson